O que vale a pen" />

Tipos de automação residencial: 9 itens que você pode automatizar

Uma infinidade de dispositivos pode ser automatizada em uma casa. Conheça os itens mais comuns e que valem mais a pena para integrar com automação residencial
Tipos de automação residencial: 9 itens que você pode automatizar
Kosten-haus , 09/06/2021

automação residencial é um conjunto de hardwares e softwares que centraliza o comando de diversos equipamentos existentes na sua casa.

O objetivo dessa centralização é facilitar sua vida, ou seja, tornar o controle da sua residência mais simples, prático e confortável.

Existem dois tipos de automação: a cabeada e a sem fio.

A automação cabeada se comunica através de cabo para transmitir os “códigos” aos dispositivos e equipamentos automatizados, como o código de “acende/apaga” para uma lâmpada, por exemplo.

Já a automação sem fio, como o próprio nome sugere, não leva cabos. Esse tipo é recomendado apenas nos casos em que não há possibilidade de passar o cabeamento ou de refazer essa infraestrutura, uma vez que, em geral, é menos eficiente e consideravelmente mais caro que a automação cabeada.

 

 

Quanto ao que é possível automatizar em uma casa, as opções são basicamente infinitas – tudo que tem acionamento eletrônico pode ser integrado à automação residencial, o que não significa que vale a pena.

Pensando no melhor custo-benefício, compilamos abaixo uma lista com os itens mais comuns e mais interessantes para você automatizar em seu lar:

 

O que vale a pena automatizar em uma casa?

 

1 - Iluminação

Provavelmente o tipo de automação residencial mais conhecido é o feito em lâmpadas. O objetivo é controlar qualquer lâmpada da casa a qualquer hora de forma prática, seja a partir de um smartphone, por comando de voz via assistentes como a Alexa, ou a partir de um controle inteligente de automação.

As possibilidades são muitas, mas, quando consideramos o custo-benefício, uma solução eficaz é a automação completa da iluminação da casa, porém de maneira simples, sem utilizar sensores ou temporizadores, por exemplo.

Os sensores, além de encarecer o projeto, não são sempre ideais para residências. Às vezes, as luzes acendem automaticamente  desnecessariamente e, às vezes, podem se apagarem em um momento inoportuno, por exemplo, enquanto descarrega as compras do supermercado e com isso, ter o inconveniente de conseguir acenar para o sensor com as mãos lotadas de sacolinhas de compras. A automação da iluminação sem temporizador pode ser mais útil, facilitando o controle das lâmpadas mesmo à distância, o que leva a mais praticidade e economia – você pode apagar uma luz que esqueceu acesa depois de ter saído de casa, por exemplo, ou acender as luzes da frente sem precisar ir até lá.

Outro fator importante a considerar é que a automação das luzes também permite que você tenha configurações de iluminação especiais para diferentes momentos da vida, de assistir um filme romântico a se concentrar para estudar a uma festa de família.

 

2 - Home theater

Outro item comum de se automatizar é o controle do home theater, o que pode incluir equipamentos como caixas de som, TV, projetor e até as persianas blackout.

Da mesma forma que as luzes, é possível dar comandos para que áudio e vídeo funcionem da maneira como você deseja usando o celular, a Alexa ou um controle inteligente de automação.

Vale observar que a experiência da automação do home theater é mais bem aproveitada se o projeto for inteiramente feito com uma empresa de automação residencial, ao invés de contratá-la apenas para automatizar equipamentos existentes.

Isso porque automatizar equipamentos que não foram fornecidos e instalados pela mesma empresa frequentemente leva a problemas, como de compatibilidade.

E, depois, porque esse tipo de projeto é personalizado e foca no que é mais adequado para sua casa, no que diz respeito a tecnologias, posicionamento dos equipamentos e orçamento.

Por fim, uma boa ideia é integrar a automação do home theater com a automação das luzes e das cortinas, por exemplo, criando cenas e situações ideais de imersão para assistir um filme.

 

3 - Som ambiente

A automação da sonorização ambiente é o controle de caixas de som instaladas em qualquer área da casa, normalmente sala, área gourmet, quartos, piscina e até banheiros privativos.

Aqui, vale mesmo que para o home theater: o projeto é muito importante quando se trata de automatizar som ambiente.

Uma boa empresa de automação irá te auxiliar a fazer as escolhas certas – de tecnologia, potência, posicionamento, orçamento - para que você obtenha o resultado desejado, seja um som para área gourmet onde você faz churrascos ou um som para o quarto onde você quer relaxar, por exemplo, entre muitas outras opções.

Da mesma forma que a luz, a automação do som permite configurações especiais que facilitam a vida e acrescentam muita diversão ao dia a dia.

 

4 - Ar-condicionado

A automação da climatização é a possibilidade de automatizar itens como ar-condicionado e ventiladores de teto para facilitar o controle da temperatura de uma casa.

Não só é possível ligar e desligar os equipamentos via celular ou comando de voz, como você pode fazer isso mesmo à distância. Isso significa que você pode ligar o ar-condicionado pouco antes de chegar em casa, por exemplo, para já encontrar o ambiente na temperatura ideal.

 

5 - Cortina, persiana e janela

Ao automatizar cortinas e persianas, você pode controlá-las via celular, Alexa ou controle de automação, programando configurações especiais para deixar entrar mais luz no ambiente, ou não.

Alguns tipos de janelas também podem ser automatizados.

Existem ainda funções avançadas da automação de cortinas e janelas, como sombreamento automático e sistema de proteção para controlar tanto a intensidade quanto a duração da exposição à luz e ventilação de forma autônoma, tornando o ambiente mais fresco e economizando energia ao aproveitar luz natural.

É possível programar para as janelas se abrirem em determinados horários para, por exemplo, não deixar o sol da tarde queimar os móveis ou, até, para servir de despertador natural, para acordar com a luz do sol ao invés de alarmes irritantes.

 

6 - Controle de acesso e integração com câmeras de segurança

O controle de acesso serve para monitorar o fluxo de pessoas que entram ou saem de um local. É possível automatizar desde portões até leitores biométricos.

É possível também automatizar as câmeras de segurança que vigiam esses acessos e integrá-las a outros sistemas de segurança, criando circuitos fechados de TV.

Esse tipo de automação pode incluir aplicativos para você acompanhar as imagens das câmeras em tempo real pelo celular, embora essa funcionalidade encareça um pouco o projeto.

 

BÔNUS: Chopeira, sauna e piso aquecido

A chopeira é um dos itens que pode ser automatizado em uma casa

Conforme explicamos, existe uma infinidade de itens que podem ser automatizados em uma casa, incluindo eletrodomésticos como cafeteiras, chopeiras e até saunas. Isso que é entretenimento de qualidade, não é mesmo?

Até piso aquecido pode ser automatizado. Entre as facilidades promovidas, você pode programar a temperatura ideal para não pisar no chão gelado após o banho.

Quer saber mais sobre o que pode ser automatizado, ou busca um projeto exclusivo para sua casa? Fale conosco! Será um prazer ajudá-lo.
Automação Residencial

Comentários

Siga

Inscreva-se

Adicione seu e-mail aqui e receba as
novidades Kosten-haus em primeira mão.

Fale conosco

Preencha esse formulário e
em breve entraremos em contato

Formulário