Como escolher o melhor amplificador para som ambiente

O coração de qualquer sistema de som ambiente é o amplificador. Sem o equipamento certo, a experiência sonora pode ser decepcionante. Saiba como escolher o melhor amplificador de som para você
Como escolher o melhor amplificador para som ambiente
Kosten-haus , 10/06/2021

O coração de qualquer sistema de som ambiente é o amplificador. Sem esse equipamento, não importa a qualidade ou a potência de suas caixas acústicas, o resultado não será o mesmo.

E como saber qual o melhor amplificador de som ambiente da sua casa?

Para fazer a escolha certa, é importante ficar atento a diversas características desse equipamento.

Abaixo, entenda como funciona o amplificador, quais fatores levar em conta na hora de eleger o equipamento certo para você e confira algumas das melhores opções para ter um som ambiente residencial de qualidade:

 

Para que serve o amplificador de som ambiente?

Como o nome já indica, o amplificador tem a função principal de ampliar (e corrigir) os sinais de uma fonte de áudio.

Esses equipamentos fazem o papel de mediador entre a fonte de áudio e as caixas acústicas.

Ou seja, eles recebem os sinais de uma fonte (como rádio, Spotify, pen drive, TV ou outra) e envia esses sinais amplificados e sem distorção para a reprodução nas caixas de som.

Sem esse aparelho, o sinal elétrico da fonte de áudio não seria “forte” o suficiente para percorrer a distância necessária pelos cabos, nem para fazer os alto-falantes vibrarem.

Logo, para ter um som ambiente de qualidade, é preciso não só prestar a atenção na qualidade de todos os equipamentos envolvidos, como o amplificador, as caixas de som e os cabos, bem como no “casamento” entre eles.

Por exemplo, não faz sentido você focar apenas na potência das caixas acústicas e escolher um amplificador mais fraco ou mais forte do que elas suportariam. Você pode gastar dinheiro à toa ou até causar danos aos equipamentos.

Para ter uma experiência sonora legal, sem chiados ou interferências e com boa definição e volume, é importante escolher o amplificador ideal para as suas necessidades, além de caixas de som adequadas a ele.

Vale observar ainda que existem dois tipos de amplificadores no mercado: com válvulas ou com transistores. Atualmente, a maioria é transistorizado e compacto, ou seja, não é grande e pode ser posicionado em um rack ou até embutido na parede.

 

Como escolher o melhor amplificador de som ambiente para sua casa

Embora existam diversas marcas de amplificadores no mercado, como Yamaha, Savage, AAT, Loud, Arcam, Lexicon e Revel, com preços muito diversos, escolher o melhor equipamento para você vai muito além de definir o melhor fabricante.

Antes de qualquer coisa, é importante saber que tipo de experiência você busca com o som ambiente. Onde você quer ouvir o som? Áreas internas ou externas? Grandes ou pequenas? Você gosta de músicas com alto volume? Gosta de sons graves? Prefere um som mais tranquilo, ou algo com uma potência que atenda uma pequena festa?

As respostas para essas perguntas vão indicar a potência e a quantidade adequada de caixas que você precisa para ter uma experiência satisfatória.

Se o seu objetivo for ouvir um som tranquilo em um ambiente fechado, como uma sala, 50W de potência são suficientes. Já em ambientes externos, como uma área gourmet, dependendo do tamanho e do volume desejados, podem ser necessários mais de 100W distribuídos em diferentes zonas.

Outros dois pontos essenciais a considerar são conectividade e número de entradas e saídas.

Conforme explicamos anteriormente, o amplificador recebe sinais e os envia para reprodução em caixas. Os canais de entrada podem ser variados, como streaming, rádio, TV etc. Já o número de saídas indica em quantas caixas o som irá sair.

Em outras palavras, onde você quer conectar o amplificador? De que fontes de áudio você gostaria que ele amplificasse o som? Em quantos ambientes ou zonas diferentes você gostaria de ouvir esse som?

Algumas das entradas mais comuns são USB (como pen drive); cartão SD; Bluetooth e Wi-Fi via streaming (o que permite a integração com aparelhos como celulares e notebooks); rádio; entrada RCA (que permite a conexão com aparelhos como TVs e DVDs); entrada P2; e entrada MIC (para microfones).

No caso das saídas, a maioria dos amplificadores do mercado contam com no máximo duas.

Se você deseja sonorizar mais ambientes, ou zonas diferentes de diversos ambientes, pode ser uma boa ideia investir em uma central multiroom, um sistema baseado em um único aparelho capaz de sonorizar 8 ou mais zonas diferentes.

 

Amplificador de som ambiente: nossas escolhas

Como você já deve ter percebido, indicar um equipamento não é uma coisa fácil de se fazer, ainda mais sem saber qual o seu objetivo, o ambiente que você quer sonorizar e o tamanho desse ambiente.

O melhor projeto de som ambiente é sempre personalizado, ou seja, adequado para suas necessidades, seus desejos e à planta da sua casa.

Dito isto, para que você tenha uma noção das opções que encontrará no mercado, confira três exemplos de amplificadores excelentes para projetos residenciais:

SAVAGE A0840: 4 entradas e 4 saídas de áudio, com 2 caixas de 40W por saída.
SAVAGE A1240: 6 entradas e 6 saídas de áudio, com 2 caixas de 40W por saída.
AXIUM AX1250: 13 entradas e 8 saídas de áudio, com 2 caixas de até 55W por saída.
Os amplificadores da Savage e Axium são excelentes escolhas para um som ambiente residencial de qualidade
Os amplificadores da Savage e da Axium são excelentes escolhas para som ambiente residencial

Som ambiente residencial personalizado com automação

Infelizmente, quando se trata de som ambiente residencial, comprar um amplificador inadequado não é tão difícil de acontecer.

Como vimos, a diferença de desempenho entre os equipamentos não depende só da potência ou da marca, como se poderia pensar, mas sim de fatores múltiplos. Entre dois aparelhos com preço similar, essa diferença de desempenho pode ser tanto muito pequena quanto muito grande.

Além disso, o mesmo equipamento pode ter um desempenho melhor com determinadas caixas do que com outras, e assim por diante.

Para não ter erro, o melhor caminho é fazer um projeto de som ambiente residencial com uma empresa especializada, que analise os cômodos a serem sonorizados, entenda a finalidade do som e ofereça as opções mais alinhadas com os seus desejos.

Com um projeto personalizado, você pode ainda integrar o som ambiente à automação residencial, controlando todos os equipamentos na palma da sua mão usando o celular, a Alexa ou um tablet. Sem dúvida, isso tornará a experiência sonora ainda mais divertida, prática e completa.

Gostaria de um projeto de som residencial exclusivo? Fale conosco e solicite uma proposta! Será um prazer ajudá-lo a ter o som que você sempre sonhou.
Som Ambiente

Comentários

Siga

Inscreva-se

Adicione seu e-mail aqui e receba as
novidades Kosten-haus em primeira mão.

Fale conosco

Preencha esse formulário e
em breve entraremos em contato

Formulário